Qualidade? E agora?

E aí, será que agimos com qualidade o tempo todo?

O que o olhos não veem o coração não sente, não é? E no trabalho quando o chefe não vê a gente procrastinando? Também vale? Hehe…

Ser perfeito nas obrigações do dia-a-dia é praticamente impossível, mas isso não nos impede de sempre procurarmos fazer o melhor.

Semana passada no trabalho eu tive uma situação bastante complicada para resolver. Pensei em N maneiras diferentes de “matar” um problema com a implementação de uma rotina… Cheguei em duas conclusões corriqueiras: Rápido e porco ou demorado e dentro dos padrões (design patterns).

Abstrai o problema e tentei mudar a minha perspectiva de visão das coisas: O que faz de mim o que eu sou? As minhas ações! Sou responsável por elas.

Optei por demorar um pouco mais na resolução do problema e fazer da maneira correta.

Hoje eu paro e penso nessa situação e percebo que ela se encaixa perfeitamente com a mensagem de uma frase muito famosa do fundador da Ford, Henry Ford:

Qualidade significa fazer certo quando ninguém está olhando

Abraços pessoal… Qualidade sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *